Anestesias

Anestesias
Quando as anestesias começaram a ser usadas?

Ainda que hoje, seja difícil imaginar, antigamente os pacientes sentiam todas as dores resultantes de um procedimento cirúrgico. Dessa forma, cada vez mais os médicos tinham que pensar em encurtar o tempo das operações, o que podia comprometer a precisão do tratamento. Foi no ano de 1844, portanto, que os dentistas norte-americanos Horace Wells e William Thomas Green Morton passaram a utilizar o óxido nitroso (gás hilariante) como anestésico, e Morton em outubro de 1846, o primeiro a utilizar publicamente o éter em uma cirurgia.

O que deve ser feito antes de utilizar anestesias para cirurgias?

O tipo de anestesia dependerá da saúde, do tipo de cirurgia, do tempo da operação, das alergias do paciente e dos exames realizados. O médico orientará a fazer jejum antes da operação, com cerca de 8 horas para alimentos sólidos ou leite, e 8 horas para líquidos.   

Quais são os tipos de anestesia?

Anestesia geral

A anestesia geral atua em todo o corpo do paciente, mantendo-o inconsciente, sem dor e imóvel, indicada para cirurgias do abdome, tórax, cabeça, pescoço essa classe de cirurgia, para que elas se mantenham imóveis, de modo a não prejudicar o médico durante a operação. A anestesia geral pode ser aplicada por via venosa, inalatória, ou ambas.
Anestesias
Anestesia regional

Este tipo de anestesia é indicado em cirurgias menores, atuando somente no local desejado. 

As anestesias regionais estão subdivididas em:

Anestesia Raquidiana: Realizada nas costas, deixando o paciente completamente anestesiado nos membros inferiores e parte do abdômen. 
 
Anestesia Peridural: Também realizada nas costas, porém neste caso é possível realizar o bloqueio de apenas algumas raízes nervosas ou várias. 

As diferenças entre a raquidiana e a peridural são as quantidades totais de anestésicos, o local onde cada um é aplicado e o tipo de agulha utilizada.

Bloqueios de nervos periféricos: Nesta, o anestésico é usado apenas ao redor dos nervos presentes no local da cirurgia. 


Anestesia local: 

Nela ocorre a infiltração do anestésico em uma determinada área do corpo, sem que ocorra bloqueio de algum nervo específico. 

Quanto tempo dura a anestesia?

A anestesia geral proporciona ao paciente uma anestesia com mesma duração que o tempo da cirurgia, fazendo com que o paciente acorde no final da operação. Já na regional, geralmente, é almejado um efeito residual, portanto, a parte do corpo submetida à cirurgia permanece anestesiada por um período variável do pós-operatório, proporcionando ao paciente ausência de dor por um período mais prolongado.

Quais os riscos causados pelo uso das anestesias?

Como todo procedimento cirúrgico, os riscos não podem ser descartados. No caso das anestesias, eles vão dos mais leves como dor de garganta aos mais graves como injurias cerebrais ou morte.

clinicas com anestesia local e geral


Links Relacionados


Idebenona

Idebenona

A idebenona é uma substância que já é usada há mais de 20 anos devido à propriedade antiox ....
Hidroxiapatita de Cálcio

Hidroxiapatita de Cálcio

O que é a hidroxiapatita de cálcio? Mais conhecida por seu nome comercial Radie ....
Psicologia

Psicologia

O que é psicoterapia? A psicoterapia é um tratamento que visa compreender o ser huma ....
Nutrologia

Nutrologia

A nutrologia (nutrição clínica) é uma segmentaçã ....

Comentários






Fazer Comentário/Pergunta



»










O Site Estéticas se reserva o direito de publicar os comentários deixados aqui, bem como não se responsabiliza nem assina pelos mesmos. Os dados registrados neste espaço são de total responsabilidade dos autores.

voltar ao topo