Aparelho Ortodôntico

A função do aparelho ortodôntico, ou aparelho dentário, é alinhar os dentes que nasceram com uma má formação. Existem modelos diferentes, que o ortodontista poderá escolher o melhor disponível. 

Existem registros do uso de aparelhos ortodônticos desde o Egito Antigo, porém foi em 1819 que o dr. Gaston Delabarre inventou o fio metálico fixado entre os dentes. O aparelho que conhecemos, porém, só começou a ser usado em meados dos ano 1950.

Além dos fins estéticos, os problemas que advêm dos dentes tortos ou que não se encaixam corretamente são vários: eles são difíceis de serem mantidos limpos, podendo ser perdidos prematuramente; eles causam estresse adicional nos músculos de mastigação, o que causa dores de cabeça, pescoço, ombros e costas; também podem causar a síndrome ATM, uma disfunção na articulação do maxilar, em que o mesmo parece fora de lugar e causar dor ao abrir muito a boca ou mastigar; entre outros.

O aparelho ortodôntico pode ser colocado em qualquer momento da vida, mas quando a pessoa começa a trocar os dentes ainda é o momento mais indicado para a maioria dos tratamentos. Qualquer anomalia nos dentes de leite deve ser comunicados ao ortodontista, que pode prevenir já nessa fase problemas futuros e corrigi-los a tempo. Pacientes adultos requerem alguns cuidados especiais, mas não existe limite de idade para o tratamento.

Somente um dentista poderá garantir que você precisa de um aparelho ortodôntico. Através de alguns instrumentos de diagnóstico, incluindo histórico médico e dentário, exame clínico, fotografias, radiografias e moldes de gesso, o médico saberá de sua necessidade e como proceder. 

Existem dois tipos de aparelhos ortodônticos, os fixos e os móveis. Cada um tem suas funções.

Aparelhos móveis

Os aparelhos ortodônticos móveis são os mais indicados para os pacientes em fase de crescimento e que precisam de apenas pequenas movimentações dentárias. Eles são encaixados na boca e podem ser removidos, tanto pelo paciente quanto pelo dentista. Hoje em dia existem modelos transparentes, em que as peças do suporte se confundem com a coloração do dente, buscando uma melhora estética.

A função do aparelho ortodôntico móvel é estimular o crescimento ósseo, permitindo que os dentes cresçam nas posições corretas. Ele é um tratamento preventivo, impedindo que o problema se instale antes que o crescimento dental termine.

Ele é composto por fios de aço, arcos e mola, e o corpo é composto por uma resina acrílica e encaixa ou no palato ou base da boca.

A desvantagem do aparelho móvel é que ele depende muito da cooperação do paciente. Se o mesmo não for responsável e fizer o tratamento como pedido, é provável que o processo fique ainda mais longo e aumentar o tempo de uso.

Você encontra os seguintes modelos: niveladores, uma alternativa aos aparelhos móveis convencionais, que não possuem o fio de aço; mantenedores de espaço móveis, que evita que o espaço deixado por um dente de leite que caiu antes seja ocupado por um dente indevido; aparelhos reposicionadores de mandíbula, que servem para treinar a mandíbula para fechar na posição correta; amortecedores de lábios e bochechas, para manter as mesmas afastadas dos dentes; expansor palatino, para alargar o arco da mandíbula superior; contensores móveis, que evitam que os dentes voltem à posição anterior; aparelho extrabucal, que retarda o crescimento da maxila e mantém os dentes posteriores onde estão, enquanto os anteriores são puxados para trás.

Aparelhos fixos

O aparelho ortodôntico fixo é usado quando é necessária uma maior intervenção, ou o tratamento é mais complexo. 

O dispositivo é composto por bráquetes (compostos por metal, plástico ou cerâmica) colados no dente por cimento ou uma substância adesiva. Esses bráquetes são unidos por um arco de aço, que serve como o guia de correção e se conecta as bandas, um ou mais dentes específicos. Na maioria dos aparelhos ortodônticos fixos o arco é preso aos bráquetes por borrachinhas, e a movimentação é realizada através de dobras e assessórios, como molas e elásticos. 

 O arco é apertado uma vez por mês, geralmente, obrigando os dentes a moverem-se nos sentido desejado.

Existem também os aparelhos autoligáveis, que possuem bráquetes mais modernos e arcos adequados a cada estágio do tratamento, diminuindo o tempo do mesmo. Ele também dispensa o uso de borrachinhas e acessórios, o que facilita a higiene bucal.

Também existem aparelhos fixos com outros propósitos que não o de harmonizar os dentes, como os específicos para corrigir língua presa ou controlar o hábito de chupar dedo. Eles devem ser usados em último caso, pois são desconfortáveis durante as refeições.

Entre os muito cuidados que são necessários quando o paciente usa o aparelho ortodôntico fixo. Ele precisa cuidar o tipo de comida que consome, evitando comidas muito melosas ou duras. Também precisa de cuidados extras com a higiene bucal, porque os bráquetes e arcos dificultam na limpeza.

 

Links Relacionados


Sem Foto

Próteses de porcelana pura para resultados naturai

Próteses de porcelana pura são consideradas atualmente as melhores alternativas da odontol ....
Como sua alimentação pode ajudar a prevenir cáries

Como sua alimentação pode ajudar a prevenir cáries

A cárie é um dos problemas que mais afeta a saúde bucal dos brasileir ....
Sem Foto

Conheça cinco ameaças à sua boca que você nem imaginava

Os restos de alimentos que ficam na sua boca não é a única ameaça à sua boca. Mesmo que vo ....
Restauração Indireta

Restauração Indireta

Restauração indireta é um processo de reabilitação dentária que devolve a forma e a ....

Comentários






Fazer Comentário/Pergunta



»










O Site Estéticas se reserva o direito de publicar os comentários deixados aqui, bem como não se responsabiliza nem assina pelos mesmos. Os dados registrados neste espaço são de total responsabilidade dos autores.

voltar ao topo