Cientistas descobrem que partículas de tinta de tatuagem viajam pelo corpo

Geralmente não nos preocupamos com isso, mas o fato é que a tinta que é aplicada sob nossa pele para fazer uma tatuagem inclui, na maioria dos casos, conservantes e contaminantes como magnésio, cobalto, crómio e níquel. Além do carvão preto, que é o segundo ingrediente mais usado nas tintas de tatuagens depois do dióxido de titânio (TiO2), um pigmento branco comumente usado para criar certos tons quando misturado com corantes.

Mas cientistas da Alemanha e da Fonte Europeia de Radiação Síncrotron (ESRF, na sigla em inglês) fazem um alerta quanto a isso. Em estudo recente publicado na Scientific Reports, eles demonstraram, pela primeira vez, evidências de que os elementos que compõem as tintas usadas nas tatuagens viajam pelo corpo na forma de micro e nanopartículas, chegando aos nódulos linfáticos.

Os pesquisadores utilizaram um tipo de acelerador de partículas que é capaz de ver através dos mais variados tipos de materiais e revelar sua estrutura, conhecido como de luz síncrotron.Já se tinha o conhecimento sobre a chegada dos pigmentos aos nódulos linfáticos por conta de evidências visuais. Porém, a descoberta que surpreendeu os cientistas é que estes pigmentos viajam em uma forma nanométrica, o que implica que talvez não tenham o mesmo comportamento de partículas no nível micrométrico. “E isso é um problema: não sabemos como estas partículas agem”, destaca Bernhard Hesse, coautor do estudo.

Tinta da tatuagem chega aos nódulos linfáticos

Os nódulos linfáticos contém glóbulos brancos e ajudam o corpo a combater infecções. Para os pesquisadores, elementos tóxicos e pigmentos de tatuagens nos nódulos, potencialmente, podem acarretar alterações biomoleculares associadas a inflamações cutâneas e outros efeitos adversos de uma tatuagem. Agora, os pesquisadores pretendem analisar mais pacientes para tentar encontrar uma ligação entre as características químicas das tintas e possíveis danos à saúde.

Para outro autor do estudo, Hiram Castillo, cientista da ESRF, é fundamental que passemos a nos importar com a composição das tintas. “Quando as pessoas querem fazer uma tatuagem, são frequentemente cuidadosas em escolher um estúdio que se use agulhas esterilizadas. Ninguém verifica a composição química das tintas, e o nosso estudo sugere que talvez isso deva ser feito”, alertou. No Brasil, atualmente, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autoriza o uso de apenas três marcas de tinta: Starbrite Colors, Electric Ink e Iron Works.


Links Relacionados


Psoríase

Psoríase

De causa desconhecida, a psoríase é caracterizada por lesões eritematoescamosas e pode afe ....
Vitiligo

Vitiligo

O que é vitiligo? O vitiligo se caracteriza pela diminuição ou falta de melanin ....
Esfoliação

Esfoliação

Técnica retira manchas e previne pelos encravados O que é uma esfoliação e para que ....
Excimer Laser para Vitiligo e Psoríase

Excimer Laser para Vitiligo e Psoríase

Excimer laser atua como imunomodulador que por meio da fototerapia realiza o tratamento ta ....

Comentários






Fazer Comentário/Pergunta



»










O Site Estéticas se reserva o direito de publicar os comentários deixados aqui, bem como não se responsabiliza nem assina pelos mesmos. Os dados registrados neste espaço são de total responsabilidade dos autores.

voltar ao topo