Alopecia

O que é alopecia?

A alopecia é a perda de cabelo ou pelos, tanto no couro cabeludo quanto em outras partes do corpo, devida a alterações no folículo piloso. Caso essas alterações sejam transitórias e não destrutivas da matriz capilar, ocorrerá um novo crescimento. Porém, se chegarem a destrir a matriz capilar resultará na formação de feridas (escaras), ou atrofia, levando à alopecia permanente. A alopecia pode atingir tanto homens quanto mulheres.

Alopecia

Quais os principais tipos de alopecia?

Os principais tipos de alopecia são divididos em alopecia areata, alopecia androgenética, alopécia difusa, alopecia seborréica e alopecia cicatrizal. Os motivos da queda são diversos, dentre eles o estresse, a genética, doenças crônicas ou febris, pós-parto, excesso de gordura causado pelo aumento da produção normal da glândula sebácea, problemas hormonais, entre outros.

As consequências são, na maioria das vezes, emocionais, uma vez que ocorre alteração na aparência física. Dependendo da reação individual pode afetar inclusive a autoestima e personalidade.

Olhando para a história, a humanidade sempre manifestou preocupação com os cabelos. Em todas as épocas e culturas, a perda do cabelo afetou o íntimo das pessoas, de modo que, desde a antiguidade oriental, papiros egípcios com mais de quatro mil anos, registravam a anatomia do couro cabeludo e fórmulas para alopecia. Além de oferecer a proteção ao crânio contra traumatismos e radiações solares, os cabelos representam um adorno sexual importante. É possível dizer, portanto, que a adoração aos cabelos atingiu os impérios, a religião, a mitologia, a cultura, as classes sociais e a ciência.

Vamos abordar a queda de cabelo partir do eflúvio telógeno, que leva à queda intensa de cabelos, sendo uma das queixas mais comuns no consultório. Durante a vida de um indivíduo, cada folículo passa até 20 vezes através do ciclo do pelo.


Como identificar a queda de cabelo?

•    Afeta todo o couro cabeludo, com queda de cabelo generalizada.

•    O paciente nota a perda aumentada na escova ou pente e durante a aplicação do xampu ou condicionador.

•    A perda varia de menos de 100 a mais de 1000 fios por dia.

•    Se o estresse não for repetido, o recrescimento completo e espontâneo se dará invariavelmente dentro de poucos meses.

•    Frequentemente as mulheres se queixam que o comprimento do cabelo nunca volta a ser o mesmo que o presente antes da gravidez.

•    Febres prolongadas ou altas podem destruir alguns folículos completamente, de modo que apenas uma recuperação parcial é possível.

Qual o tratamento para queda de cabelo?

Investigar a causa da queda de cabelo através:

•    Histórico clínico sobre o uso de medicamentos e exames laboratoriais (ex. excesso de vitamina A);

•    Doenças como diabetes, câncer, infecções, anemia etc.

•    Alterações hormonais, tais como hipotireoidismo e hipertireoidismo;

•    Regimes alimentares.

Cada patologia tem uma série de características próprias que ajudam a investigação para chegar ao diagnóstico. Uma vez diagnosticada a causa, faz-se o tratamento adequado.

Conheça as fases do cabelo (Ciclo Biológico):

A pele é o maior órgão do corpo humano, mediando nossa relação entre o mundo exterior e interior. Sua composição é formada de três camadas celulares: epiderme exterior, derme intermediária e a hipoderme, que é a camada mais interna. Os cabelos se formam na derme, de modo que todo o corpo tem pelos, com exceção da palma das mãos e da planta dos pés.

Existem aproximadamente cinco milhões de folículos pilossebácios, que compõem a estrutura dos cabelos de cada indivíduo. O ciclo biológico do cabelo é dividido em três fases: anágena, catágena e telógena. Cada uma tem um período de duração, de modo que um fio de cabelo cresce por um período médio de dois a oito anos. Após o tempo máximo de crescimento, a matriz para de produzir cabelo, se desprende e desloca no sentido da superfície da pele. Conheça um pouco mais sobre cada fase:

•    Fase Anágena (crescimento):

Nesta fase, a duração da atividade dos folículos varia conforme a região, raça, estação climática e idade do indivíduo. Tem duração de três a sete anos e, nos humanos, entre 80% a 90% dos folículos estão nesta fase. Em seguida vem a fase transicional, relativamente curta.

•    Fase Catágena:(Repouso)

Esta fase tem uma duração de duas semanas e compreende aproximadamente 1% dos folículos.

•    Fase Telógena: (Queda)

Cerca de 20 % dos folículos estão nesta fase. É considerada normal a perda de até 100 fios por dia, acima disso, recomenda-se uma investigação.


No ser humano, cada cabelo está em uma fase independente, de modo que, se todos os cabelos estivessem na mesma, a cada final de um ciclo de crescimento haveria uma perda de cabelo total deixando o indivíduo totalmente calvo, até a formação de um novo cabelo, ou seja, do novo ciclo biológico.

A queda diária normal de cabelos tem uma relação direta com o número total de cabelos e a duração da fase anágena, variando de pessoa para pessoa. Imagine, por exemplo, que uma pessoa tenha cem mil fios de cabelos e que seu anágeno dure três anos, significa que a cada três anos a pessoa troca todos os seus cabelos, tendo uma queda média de cem fios por dia.

Eflúvio Telógeno

O termo eflúvio telógeno significa a eliminação de cabelos em clava, que se segue à precipitação prematura dos folículos anágenos em telógeno. Um processo que ocorre como resposta dos cabelos a muitos tipos diferentes de estresse. Veja alguns exemplos a seguir.

•    Febre;

•    Parto prolongado ou difícil;

•    Operações cirúrgicas;

•    Hemorragias (inclusive doação de sangue);

•    Redução severa súbita de ingestão alimentar (dieta violenta);

•    Estresse emocional, inclusive devido a viagens aéreas prolongadas;

•    Quando a pílula anticoncepcional é descontinuada após ter sido tomada por muito tempo;

•    Medicamentos;

•    Alterações hormonais;

•    Doença venérea;

•    Doenças Metabólicas;

•    Doenças Infecciosas;

•    Doenças Inflamatórias;

•    Neoplasias (Câncer);

•    Doenças hereditárias.

As alterações do cabelo podem ser as mais variadas como:

Mudanças: Na cor; na estrutura; consistência; aspecto; queda. Até a destruição total do Foliculo Piloso.

tratatamento para alopecia


Links Relacionados


Detclear, esfoliante contra cravos e espinhas

Detclear, esfoliante contra cravos e espinhas

Detclear Bright & Peel Peeling Jelly é um esfoliante japonês que elimina cravos e espi ....
Receitas com whey protein

Receitas com whey protein

A proteína do soro do leite, extremamente popular nas academias, vem ganhando espaço també ....
Procedimentos estéticos mais procurados pelos homens

Procedimentos estéticos mais procurados pelos homens

Os homens estão cada vez mais deixando o preconceito de lado e procurando procedime ....
Lifting de Nefertiti ou Minilifting de Pescoço

Lifting de Nefertiti ou Minilifting de Pescoço

Quem foi Nefertiti?   A rainha egípcia Nefertiti é conhecida por sua beleza e ....

Comentários






Fazer Comentário/Pergunta



»










O Site Estéticas se reserva o direito de publicar os comentários deixados aqui, bem como não se responsabiliza nem assina pelos mesmos. Os dados registrados neste espaço são de total responsabilidade dos autores.

susyane
23/06/2015 às 22:06
qual o papel da enfermagem no tratamento da alopecia

voltar ao topo